Atualizações

Atualização de:
Vídeos: 27 de Agosto de 2012 (02:24 hrs)
Photos: 25 de Agosto de 2012
Parcerias: -
Universe Screance II (Ciências Ocultas): 23.04.2013

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

02 ~11 - TRANSIÇÃO PLANETÁRIA


02 - TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

O NASCIMENTO DE UMA NOVA CIVILIZAÇÃO



CAPÍTULO II - O PLANETA TERRA RECEBERÁ AJUDA DE SERES ESPECIAIS

Os extraterrestres estão à nossa volta e em breve se farão visíveis no físico. Ainda não chegou a hora de sua aparição em massa, mas isto irá acontecer, eles estarão aqui na época da transição. Receberemos ajuda de nossos irmãos mais velhos, ou seja, os seres pertencentes a civilizações mais avançadas que nos observam e que no passado já interferiram em nossas civilizações e em breve irão interferir novamente. Legiões de seres extraterrestres sob o comando de Ashtar, um ser de evolução Arcangélica, estão atuando na transição do nosso mundo, na transição dos universos e na reconstrução da nova Terra. Para poder expressar melhor a função dos extraterrestres, é preciso explicar, antes de tudo, a fase que o planeta vai viver, ou melhor, já está vivendo. Os comandos extraterrestres são compostos de várias unidades. Muitas delas fizeram seres extraterrestres encarnarem aqui para realizar missões no físico, na civilização da Terra.

Como existem unidades ligadas às áreas da comunicação, avanço tecnológico, medicina, evolução espiritual, etc., é possível que muitas pessoas de renome mundial que conhecemos ou que tanto ouvimos falar sejam alguns desses enviados! O Senhor Jesus é o poder supremo que governa este planeta.

Assim, podemos dizer que o Comandante Ashtar é o poder e a justiça que Jesus buscou para atuar aqui, é ele que virá com suas naves recolher as pessoas em corpos físicos como também em espírito. Ao longo dos séculos a história vem registrando aparições de objetos luminosos, metálicos e, também, documentando seres vestidos em trajes espaciais, similares aos dos astronautas. Alguns acreditam serem viajantes do tempo, outros, talvez, alucinações.

Em vivências pude registrar, com perfeição, a existência de níveis de seres extraterrestres, os positivos e os negativos. Falarei aqui, principalmente, a respeito dos positivos, qual a razão de sua aparente timidez e por que agem secretamente. Estará a humanidade preparada para um contato coletivo com seres de outros planetas? Como reagiremos se essas civilizações começarem a aparecer abertamente com seus veículos espaciais, como um mar de estrelas flutuando no céu? A resposta é clara: não estamos preparados. A maioria duvida ou tem medo.

Apenas uma minoria ínfima é que está de fato pronta para um contato mais direto com essas civilizações. Atualmente, milhares de seres extraterrestres visitam esta nossa esfera azul. No entanto, os casos registrados pelas pessoas, pela ciência e pelos governos geralmente se referem a extraterrestres de nível não muito evoluído, vindos de planetas cuja evolução tecnológica está um pouco acima da nossa, mas, em nível ético, é inferior ou equivalente, podendo ser descritos como seres rebeldes que ainda não desenvolveram um sentimento maior.

No entanto, a maioria dos extraterrestres que visitam o planeta Terra são de origem positiva. Seus mundos, aqueles que patrocinam suas viagens, são lugares onde a harmonia e o amor entre todos os habitantes é a tônica geral. São seres que vivem num sistema de governo que não faz imposições, que não dita normas. A norma existe dentro de cada um de maneira espontânea, de maneira que cada ser possui a consciência da harmonia e do amor. Nesses mundos, ninguém vê o outro como um estranho, mas como parte de si mesmo, uma parte que precisa ser cuidada, preservada, respeitada. Esses seres são dotados de grande amor, um amor que os faz ficar em permanente contato com suas essências, com seus espíritos elevados, com o Criador Absoluto, aquele que aqui na Terra chamamos de Deus.

É através do amor recebido do Criador Absoluto que olham para os seus irmãos menores, como nós aqui da terra, que sofremos, que amamos, mas que nos machucamos; que somos alegres, mas que também experimentamos grande tristeza; que construímos, mas que também nos destruímos. Esses seres, que são como nossos irmãos mais velhos, chegam com o propósito de nos ajudar. Entretanto, nosso animalismo, nosso temor e nosso desamor ainda não possibilitam a presença maciça aqui desses irmãos que já galgaram por seus esforços, como nós ainda galgaremos, o nível de evolução, de expansão humana, não mais de purificação animal.

Dentre um número infinito de seres vindos de outros planetas, são eles integrantes de um comando do amor, da justiça e do poder. Milhões de seres espaciais, vindos das mais diversas galáxias, de planetas de nível de evolução superior ao nosso, são voluntários, autoconvocados, que aqui vieram empunhando a bandeira do amor e da fraternidade, em ajuda aos planetas que dela necessitam. Já em épocas passadas o Comando Ashtar se fez presente em nosso planeta, quando a terra passou por diferentes estágios de evolução. Mas há muito o planeta não vive uma fase semelhante a que se aproxima.

É a fase da transição dos universos, quando muito virá a acontecer. Foi por isto que Ashtar enviou vários dos seus 'filhos' para se integrarem, através do nascimento, em corpos de carne e viverem por algum tempo junto aos seres que, há várias existências, estão nascendo na Terra. Sua missão principal é fazer despertar aqueles que já esqueceram suas origens, que já esqueceram a razão pela qual nasceram neste mundo e, por isso, precisam ser conscientizados para perceberem o quanto é necessário acelerarem o seu ritmo evolutivo.

Os extraterrestres procuram de muitas formas ajudar a evolução dos habitantes da Terra, muitas vezes tendo que interferir energicamente nos governos, como por exemplo limitar o uso do armamento nuclear para que nós não nos destruamos a todos. Infelizmente, as pessoas, em sua grande maioria, estão cegas quanto à natureza superior da vida. Estão surdas da consciência plena de um contato com a essência. Estão com o corpo imobilizado, o que as impede de expressar os sentimentos mais sublimes que o plano superior e que o criador absoluto transmitem. Por essas razões é que estamos sendo tão visitados pelos nossos irmãos mais velhos, de maior maturidade, que vêm de outros mundos.

Não estão aqui com o propósito de tirar algo de nós. Isso representa a mesma coisa que alguém já possuidor de tudo que deseja, de tudo que precisa querer tirar algo de um mendigo que se agarra com todas as forças a seus pequenos e ilusórios pertences. Nossos irmãos não querem nos escravizar. Pelo contrário, querem ajudar a nos libertar de nós mesmos, da nossa capacidade de autodestruição e do nosso egoísmo.

Se não aparecem diante de nós com seus corpos extraterrestres para falarem diretamente, é porque sabem que não estamos ainda prontos para o encontro com civilizações mais avançadas. Ao longo da história planetária, vários comandos extraterrestres nos enviaram muitos dos seus mensageiros: Missionários da Luz e Iluminados de Era, que tentavam, como um sol retido em um corpo de carne, irradiar para os homens a luz do amor, da justiça e da sabedoria.

Desse modo, a humanidade pôde conviver durante algum tempo com Iluminados como Buda, Jesus e os grandes mestres que compõem a Fraternidade Branca do Conselho Planetário e Solar. Recentemente, muitas Luzes voltaram a descer no planeta Terra. São espíritos que internamente brilham como sóis que, numa época turva e dolorosa como esta, têm a função de ser a luz que romperá as trevas, mesmo quando elas parecem prevalecer. Mas é bom sabermos que nesta vida as trevas tem poder relativo, apenas aparente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

U.S.

U.S.